quarta-feira, 5 de outubro de 2016

CURIOSIDADES: 10 pratos típicos de 10 países que você não pode perder!!!




Austrália
A Pavlova é uma sobremesa a base de merengue. Crocante por fora e macia por dentro, normalmente servida com calda de frutas, coberta com chantilly e frutas como decoração.

A Origem da criação da Pavlova é ainda hoje disputada pela Austrália e pela Nova Zelândia, que tem a sobremesa como um de seus principais pratos típicos, sendo que ambos os países declaram terem sido os inventores dessa iguaria .

A história do doce vem de 1926, quando a famosa bailarina russa Anna Pavlova visitou os dois países para apresentações de sua principal peça “O Morte do Cisne”. Em sua homenagem foi criada a sobremesa.

Independente da origem e criação da sobremesa, o importante é que a homenagem a bailarina criou um doce com características únicas e conhecido em todo o mundo.

A receita da Pavlova é de preparo relativamente simples. Trata-se de um merengue de casca crocante e macio por dentro, apaixonante pelo seu sabor, leveza e textura, união perfeita de sensações. Servir esse doce é certeza de muitos elogios.
    Fonte: https://pixabay.com/pt




2.    Índia

A comida indiana é conhecida pelos temperos e sabores exóticos. Na Índia o que não falta são receitas e ingredientes.

O pão Naan é consumido em quase todas as refeições indianas e em quase todas as regiões. Costuma ser usado como talher. Esse pão é feito com base de água, fermento Iogurte, sal, farinha e temperos como o Hortelã e o alho. Também é encontrado com recheio de batatas.

Além do Naan, são tradicionais os pães roti, chapati, e paratha, todos achatados.







3.    Rússia

A culinária russa é única e abundante em ingredientes e variedades.

O prato mais conhecido sem dúvida e o Stroganov, conhecido por aqui como Estrogonofre.

Originalmente feito com cubinhos de carne bovina servidos em um molho de creme de leite. Essa receita já era preparada na Rússia do século XIX. Uma versão atribui a origem da receita ao conde e diplomata Pavel Strogonov.

A partir de 1917 o prato chegou a França e daí se popularizou pelo mundo, adquirindo novos sabores e ingredientes como o Ketchup que foi acrescentado nos Estados Unidos.
Veja no link abaixo a nossa versão de estrogonofe.




    http://www.dikadanaka.com.br/2016/08/estrogonofe-de-almondegas.html



4.    Alemanha


Apfelstrudel (Torta de maçã) é uma torta deliciosa feita com maçãs cortadas em pedacinhos, açúcar, canela, passas e migalhas de pão. Algumas receitas ainda utilizam o Rum. A massa deve ser feita bem fina e elástica que deve ser amassada e esticada até ficar bem fina. Se diz que a massa dever ser bem fina para poder ler um Jornal através dela.

Essa receita em verdade surgiu em Viena na Áustria mas ficou muito popular na Alemanha e nos países vizinhos (Antigo Império Austro-Húngaro).

O Apfelstrudel é popular desde o século 18 e o nome vem da palavra redemoinho em alemão antigo. 







5.    Peru

O Ceviche, prato tradicional do Peru é considerado o prato nacional, é basicamente preparado com pescados marinados em limão ou Lima e complementos como cebola, alho, pimenta e acompanhado de milho cozido e batata-doce cozida.

Na procura da origem do nome vamos encontrar várias teorias, uma delas defende que o termo é derivado da palavra “quíchua siwichi” que significa peixe fresco.

O prato é conhecido mundialmente com variações do nome como ceviche, cebiche, cerviche ou seviche. É um símbolo peruano e considerado patrimônio cultural do país, que comemora no dia 28 de julho o Dia Nacional do Ceviche.

É um prato considerado muito antigo no continente, há opiniões que o prato já existia nos países andinos antes da chegada dos espanhóis, sendo marinado com um tipo de maracujá nativo e temperado com pimentas locais. Com a chegada dos espanhóis foi introduzido o preparo com o limão que se mantém até hoje. 

O Ceviche deve ser preparado sempre com peixe fresco, de carne branca e de água salgada.


    Fonte: http://elcomercio.pe/


6.   

Espanha

A “Tortilla de Patata” é uma iguaria espanhola preparada com fritada de ovos, batatas, cebolas, sal e azeite.  Da mesma forma que a nossa famosa “feijoada brasileira” existem muitas variações. Podemos encontrar Tortillas de batatas com pimentões, linguiça, presunto, bacon, chouriço, etc..

Existe também uma versão chamada Tortilla Brava com um sabor mais picante que a tradicional!

A culinária espanhola é muito rica, mas a tortilla com certeza é um prato que não pode faltar quando se fala de Espanha.

Veja no link abaixo uma receita deliciosa de Tortilha.
    http://www.dikadanaka.com.br/2016/02/tortilla-espanhola.html


7     África do Sul

Na África do Sul um dos pratos mais tradicionais e o Bobotie. O prato começou a ser preparado pelos holandeses que trouxeram a receita original da Indonésia. Os malaios-do-cabo fizeram suas adaptações até chegar ao sabor atual.

O Bobotie é basicamente carne de gado ou cordeiro moída com pedaços de pão, leite, passas, temperos e pimenta, e assada com uma mistura de ovos batidos com leite. Tradicionalmente servido acompanhada de arroz com açafrão.

O prato é tão importante para a África do Sul que foi escolhido pela Liga das mulheres da ONU como prato nacional da África do Sul. Também é o prato preferido do
ex-presidente e libertador do Apartheid, Nelson Mandela, que ele pedia para prepararem sempre que regressava de viagens.






8.    Marrocos

A cozinha marroquina é muito diversificada e usa muitas especiarias, legumes e frutos secos. São sabores e cheiros que encantam e diferenciam a culinária local muito famosa pela sua características peculiares e autenticidade.

O prato mais famoso internacionalmente da culinária marroquina sem dúvida é o cuscuz, mas hoje vou apresentar o Tajine (ou Tagine), que é outra especialidade típica marroquina.

O prato é preparado em um tacho de barro, também chamado de Tajine, resistente a altas temperaturas com uma tampa em formato de cone que faz com que todo o vapor volte para o fundo do tacho.

O Tajine é um cozido de legumes com um tipo de carne, temperos e molho. Uma das características é o fato de poder ser preparado de muitas formas diferentes. Pode ser feito a partir de carne de vaca, frango, peixes ou apenas vegetais.

Quando pronto o tacho é colocado ao centro da mesa e todos se servem dele com pedaços de pão, que faz as vezes dos talheres.


    Fonte: http://www.123countries.com/morocco/national-dish-tajine-of-morocco/





9     México

A culinária mexicana se caracteriza por seus sabores e temperos fortes. Alcançaram sucesso em todo o mundo graças a combinação e diversidade de sua culinária, aos pratos picantes e em especial a conhecida pimenta Chilli.

São muito conhecidos dos brasileiros nomes da culinária mexicana como as tortilhas, tacos, burritos e nachos, além da guacamole, um prato tradicional mexicano a base de purê de abacate e pimenta, claro!!

O Guacamole é usado como recheio em tortilhas e acompanhamento de vários outros pratos.

O nome Guacamole tem origens indígenas. Foi inventado pelos Astecas e diz a tradição dos povos mexicanos pré-hispânicos, que o guacamole foi ensinado ao povo Tolteca pelo Deus Quetzalcóatl.

Com a chegada dos colonizadores espanhóis, tornou-se um dos alimentos preferidos dos colonizadores. Foi levada para a Europa e hoje está presente em todas as partes do mundo onde se possa encontrar comida mexicana.

Para o preparo o ideal é que o abacate esteja bem maduro para que possa dar um bom purê. Basicamente é preparado com Abacate, tomate, suco de limão, cebola e alho. Acompanha burritos, nachos e outros pratos e normalmente é servido em um tipo de pilão de pedra conhecido como molcajete.


    Fonte: http://mylatinatable.com/homemade-mexican-guacamole/





1    Grécia

O moussaká é considerado o prato que representa a culinária grega. É servido em praticamente todos restaurantes gregos dentro e fora do país.

O nome moussaká não é de origem grega, muito provavelmente tem origem turca, já que nesse país, assim como em alguns outros da região, pertencentes ao antigo império Otomamo, pratos à base de berinjela tem o mesmo nome, apesar de serem completamente diferentes da receita grega.

Não existem muitos relatos que expliquem a origem do prato. Sabe-se que ganhou a forma atual a partir da receita publicada no livro do chef Nicholas Tselementes em meados do século XX.

A receita sofre variações conforme a região da Grécia onde é preparada. A receita tradicional é preparada apenas com camadas de berinjela utilizando carne de cordeiro, condimentada com azeite, cebola, ervas e pimenta. Hoje utiliza-se adicionar batatas e tomates ao prato para que fique mais seco e para alguns mais saboroso.


    Fonte: http://www.sbs.com.au/food/recipes












Nenhum comentário:

Postar um comentário